Ínicio

quinta-feira, 23 de março de 2017

Pote recheado de inspiração

Hoje eu quero te inspirar a criar coisinhas lindas, a enfeitar, embalar. Te inspirar a dar o primeiro passo no universo criativo, a soltar a imaginação, a ter por perto um objeto recheado de fofurices para ser um convite constante à momentos de pausa e leveza na rotina maluca. A ter acesso à itens criativos em pequenas quantidades sem precisar sair de casa ou comprar embalagens fechadas.

Já sabe do que estou falando?
Do pote criativo, claro!
Ele, que já fez sucesso por aqui em outros carnavais, voltou em uma nova versão, grandinho e com itens especiais, selecionados por mim com muito carinho (muitos deles usados em meu trabalho criativo ou no envio das encomendas - sim, amo enviar mimos e afeto!).

Olha só que fofura:




O que tem dentro?

. 2m de washi tape de tecido listrado;
. 3m de twine rosa e 3m do vermelho;
. 10 botões variados;
. 5 mini prendedores;
. 3m de renda branca;
. 2m de grelô (ou pompom);
. 3 retalhos de tecidos estampados medindo 20x20 cm
. 2 florzinhas de crochê;
+ mimo surpresinha!!

Está apaixonada pelo pote criativo e louca(o) para ter um para chamar de seu?
Então, vamos lá: cada pote custa 36 reais (+ frete). E são apenas 7 unidades disponíveis.
Contato: Rosiane - rosapimentacrafteria@gmail.com

Vamos dar asas à imaginação?!?
Estou aqui ansiosa aguardando o seu sim!

terça-feira, 14 de março de 2017

Criações de uma crafter mirim

Acredito que a convivência inspira interesses mútuos e é natural que nossos filhos, em seu processo de crescimento e aprendizagem, se identifiquem com algumas atividades ou assuntos apresentados/realizados por nós pais. Até que, futuramente, comecem a encontrar em outros grupos de convívio novos pontos de interesse.

Eu, por exemplo, sempre gostei de trabalhos manuais e aprendi muito com as mulheres "fazedoras" da família. Na infância, aprendi a pintar panos de prato, a fazer peças de tricô como cachecol e polainas (alô geração dos anos 80!), a criar presentinhos para datas comemorativas e enfeites natalinos. Uma fase incrível que despertou esta paixão que tenho por criações artesanais.

Quando vejo minha Laura também despertando este interesse pelas artes, colocando a mão na massa, experimentando, criando peças fofas, fico toda boba - acho que vocês me entendem, né?! Independente do caminho e da profissão que escolherá, esse olhar diferente que ela já possui para tudo que é criado com as mãos, certamente contribuirá de alguma forma para o seu futuro.

Vamos conhecer algumas das suas criações?!?

As telas pintadas durante as aulas de artes, ainda na educação infantil, ganharam moldura branca e algumas decoram seu quarto até hoje. É uma maneira de incentivar os pequenos além, claro, de obter uma decoração original e lúdica.


É legal também ver as mudanças nos gostos e preferências em cada fase, muitas vezes influenciadas por tendências ou conversas entre amigas. Se antes a Laura ficava deslumbrada com princesas, Torre Eiffel e corujas, hoje, no auge dos seus 12 anos, é louca por abacaxis e unicórnios.

A estrutura geométrica da foto abaixo foi criada a partir de canudos de plástico que, posteriormente, foram unidos com cola quente e pintados com spray dourado. Já a garrafinha de abacaxi foi feita com cola quente e, depois, pintada com tinta plástica.


Algumas capas de caderno deste ano foram personalizadas com pinturas especiais, usando tintas plástica, relevo e em spray, e canetinhas para dar aquele toque final.

A casinha em tecido foi criada na nossa primeira visita ao ateliê da ...com Lola, quando estava sendo realizada uma oficina bem gostosinha no jardim. Pompom, fita, pérolas e lãs de diversas cores formaram um arranjo lindo e original.


Aqui mais uma capa de caderno - desta vez uma sereia estilizada, e na foto à esquerda, um imã também criado com cola quente e finalizado com pintura geométrica para ter sempre por perto o cartão-postal da querida e doce Amanda Mol. Uma inspiração e tanto!

Na foto seguinte, um conjunto pra lá de charmoso: caneta e caderno juntos numa combinação descolada, nas cores dourada e roxo. Bom gosto, não?!?



Outras duas habilidades: costura e desenho. Ursinha que ganhou roupa nova com direito a pompom (ou grelô) como acabamento na saia e unicórnio desenhado numa tarde quente das férias escolares.


E por último, e não menos apaixonante, a tela com unicórnio desenhado à mão livre e com pintura reproduzindo um arco-íris cheio de ousadia.


Essa menina tem talento e se depender da mamãe aqui, ainda vai criar muitas coisas lindas. Isso sem nenhuma expectativa quanto às suas decisões futuras e, sim, pelo simples fato de acreditar (de verdade) que a arte transforma e cria seres humanos mais sensíveis.

Que venham muitas outras inspirações para esta minha menina linda!

segunda-feira, 6 de março de 2017

Por uma vida mais doce

Sou uma formiga, não nego. Amo doces. Amo mais ainda bolos. Fofinhos, quentinhos, molhadinhos. Com ou sem recheio. E também amo fazê-los.

Essa minha forte ligação com a parte mais doce da cozinha vem lá de trás, ainda na infância. Memórias que são sempre lembradas com um sorrisinho gostoso. Mãe, avó e irmãs foram minha fonte de inspiração e a bagunça na cozinha de casa era sempre muito boa. Apesar das delícias salgadas que saíam daquelas reuniões em volta da mesa e do fogão, herdei mesmo a paixão pelos doces. 

Ao passar dos anos, fui experimentando novas receitas, arriscando uma mistura aqui, uma substituição acolá. Bolos de aniversário tornaram-se minha especialidade por um bom tempo e presenteei muitos familiares com delícias feitas por mim.


Hoje gosto mesmo de fazer bolos para o café da tarde, para o lanche das crianças ou uma festinha intimista.  Nada muito elaborado. Bolo de cenoura continua sendo meu preferido (e as crianças também amam!) mas confesso que outras delícias como bolo de banana, nega-maluca ou aquele bolo de côco molhadinho que nos remete à infância, estão ali querendo conquistar o primeiro lugar.  


Bolo representa, para mim, memórias, carinho e afeto. Misturados, assim como em uma bela receita. Bolo promove encontros, trocas, partilha, celebrações. Adoça a alma, acalma o coração. No frio é perfeito e no verão, também. Pede sempre um acompanhamento e é democrático: vai do café à um espumante. Se transforma em um lindo presente quando embrulhado naquela embalagem especial. 

Muitas receitas já passaram pela minha cozinha. De bolos com coberturas tentadoras à bolos veganos. Tudo pode (e deve!) ser experimentado. Assim exploramos o paladar e nos surpreendemos com muitas receitas que à primeira vista parecem não nos conquistar.

Na crônica Time is honey (clique para ver a crônica completa), Antonio Prata diz assim:

"Engana-se quem pensa que o bolo é um alimento. Nada disso. Alimento é carboidrato, é proteína, é vitamina, é o que a gente come para continuar em pé, para ir trabalhar e pagar as contas. Bolo não. É uma demonstração de carinho de uma pessoa a outra. É um mimo de avó. Um acontecimento inesperado que irrompe no meio da tarde, alardeando seu cheiro do forno para a casa, da casa para a rua e da rua para o mundo. É o que a gente come só para matar a vontade, para ficar feliz, é um elogio ao supérfluo, à graça, à alegria de estarmos vivos".

Quer descrição mais doce??

E pra fechar este post com chave de ouro, ou melhor, de açúcar, uma receitinha fácil, fácil, pra você preparar e se deliciar aí deste lado:

BOLO FORMIGUEIRO

2 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
1 colher de chá de fermento em pó 
3 ovos
1/2 xícara de óleo
1 xícara de leite
50 gramas de chocolate granulado

Coloque em uma vasilha todos os ingredientes secos, exceto o granulado. Adicione os ovos, o óleo, o leite e mexa até incorporar todos os líquidos. Adicione o chocolate granulado e mexa com cuidado. Despeje a mistura em uma forma redonda com furo no meio untada e enfarinhada. Leve ao forno pré-aquecido a 180º por aproximadamente 40 minutos. Desenforme quando estiver morno. Se desejar, cubra o bolo com brigadeiro mole.

#pordiasmaisdoces ... sempre!!!


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A vida é trem-bala, parceiro

Quem tem me acompanhado nas redes sociais tem visto algumas postagens onde falo sobre a minha fase de reflexão. Tenho pensado muito no meu propósito, naquilo que de fato importa, nas pessoas que quero ao meu lado, nas coisas que quero fazer nos próximos anos, nos sonhos a realizar, nas maneiras de aproveitar ainda mais a companhia da minha família. Tenho pensando também nos sentimentos e emoções que parecem ficar mais claros à medida que vou amadurecendo, me entregando e abrindo espaço para o novo na minha vida.

Ainda volto aqui para falar mais sobre isso, prometo, porque hoje quero compartilhar a letra de uma música que é um poema daqueles que tocam a alma, de verdade. De uns dias para cá, não há um dia sequer que esta doce melodia não toque no rádio enquanto dirijo. Coincidência? Prefiro acreditar que é o universo colaborando com este meu momento de repensar a vida.

Talvez você já a tenha ouvido. Talvez não.
Independente disso, quero te fazer agora um convite: leia a letra calmamente, depositando toda sua atenção e energia em cada verso. Se puder ler em voz alta, melhor ainda! Assim, internalizará este poema que fala sobre o sentido da vida e a importância de vivermos intensamente o hoje. 

Você aceita meu convite??

Trem-Bala (Ana Vilela)

Não é sobre ter
Todas as pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar
Alguém zela por ti
É sobre cantar e poder escutar
Mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida
Que cai sobre nós

É saber se sentir infinito
Num universo tão vasto e bonito
É saber sonhar
E, então, fazer valer a pena cada verso
Daquele poema sobre acreditar

Não é sobre chegar no topo do mundo
E saber que venceu
É sobre escalar e sentir
Que o caminho te fortaleceu
E também ter morada em outros corações
E assim ter amigos contigo
Em todas as situações

A gente não pode ter tudo
Qual seria a graça do mundo se fosse assim?
Por isso, eu prefiro sorrisos
E os presentes que a vida trouxe
Pra perto de mim

Não é sobre tudo que o seu dinheiro
É capaz de comprar
E sim sobre cada momento
Sorriso a se compartilhar
Também não é sobre correr
Contra o tempo pra ter sempre mais
Porque quando menos se espera
A vida já ficou pra trás

Segura teu filho no colo
Sorria e abraça Seus pais
Enquanto estão aqui
Que a vida é trem-bala, parceiro
E a gente é só passageiro prestes a partir

*****************************************

Uma reflexão e tanto, não?!
Se você nunca ouviu esta música, aqui está o link para você fazer isso agora: clique aqui .

Espero que a melodia possa te inspirar também a aproveitar o hoje e fazer mais do que te faz de fato feliz! ... porque a vida é trem-bala, parceiro!!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Parede em construção

Temos uma parede em construção aqui em casa. Explico: a parede principal do quarto da Laura está passando por uma transformação, assim como sua dona, que acabara de completar 12 anos e já começa a apresentar novos gostos e preferências.

Antes, o papel de parede de bolas em tons pastéis tinha a companhia de uma prateleira branca, em formato de U, que acomodava alguns livros, bichos de pelúcia e porta-retrato. Agora abriga belezuras que combinam mais com o momento da minha menina.

O primeiro passo foi retirar a prateleira para "limpar" a parede, permitindo-nos criar mentalmente algumas composições possíveis. Pensamos em retirar o papel de parede, colocar uma outra estampa e até mesmo pintar a parede. Chegamos à conclusão de que isso daria muito trabalho e no caso de um novo papel de parede, um custo bem mais alto. 

Decidimos, então, manter o papel de parede (que ela adora!) e brincar com uma composição alegre e jovial, da mistura de quadros e objetos, partindo do primeiro pôster que havíamos adquirido em novembro de 2015 - e lá se foram 12 meses "juntando" referências e comprando uma peça aqui, criando outra acolá, até que tivéssemos um volume para dar início a uma composição bem bonita. 

Ainda queremos acrescentar um quadrinho novo, um objeto feito à mão ou alguma arte criada pela própria Laura. Sem pressa. E vamos combinar que o gostoso mesmo é isso: fazer aos poucos, ir curtindo cada novidade, deixar que "aquele" objeto que faltava chegue até nós...

Uma parede (e história) em construção!


Lindezas da parede (da esquerda para a direita):

* Pôster lindo criado pela Cris Arruda para a revista Oca Pop;
* Azulejo com frase inspiradora comprado na vila da Praia do Forte/BA;
* Espelho oval com moldura de resina branca da Tok Stok;
* Coração alado da querida Ju Padilha;
* Pôster da ...com Lola que deu início à esta composição fofa na parede;
* Casinha da Rosa Pimenta Crafteria - crédito para a mamãe aqui! :)
* Carinha (ou bolachinha) de cerâmica criada pela artista Maíra Amaral;
* Quadro delicado com anjinho da Mercatto Casa de Campinas;
* Quadro de moldura branca e tecido com frase impressa, feito por mim;
* Quadro de coração na cor rosa da Deco House;

Gosto muito desta ideia de ter em casa paredes que contam histórias e falam muito de quem ali vive. Uma composição de quadros e/ou a mistura com objetos conferem personalidade e identidade ao projeto de decoração, que se torna único e especial.

Aqui em casa, além desta parede no quarto da Laura, temos uma pequena composição na parede da sala (com revestimento de tijolinhos) e a "parede de memórias" que fica na varanda do apartamento. Ali, a mistura é tão linda e fala tanto sobre mim que se tornou o meu cantinho favorito aqui de casa e ganha muitos fãs cada vez que publico uma nova foto nas redes sociais.

Se estas paredes estão prontas? Não, não. O teto é o limite!


E se você também curte essa proposta de decoração mais casual e despojada, experimente também aí no seu cantinho, casa ou escritório. Vale juntar quadros com pratos, pratos com fotos, fotos com arte.

Aqui, algumas das muitas propostas lindas que tenho no meu acervo de inspirações:





E você, tem uma parede que conta histórias aí também?
Ou está inspirada (e decidida) a criar uma bem linda pra chamar de sua?
Me conta aqui nos comentários. Vou adorar saber!!!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Férias em Mariscal

O primeiro post do ano não poderia ser mais inspirador: viagem!

Viajar é sempre muito bom! É o momento de relaxar, sair da rotina, esquecer as regras, a dieta, o relógio, e simplesmente curtir cada minuto como se não houvesse amanhã! E aí, voltar revigorado para começar uma nova fase, com muita energia e entusiasmo.

O destino que escolhemos para nossa viagem de férias em família foi a praia de Mariscal, que pertence ao Distrito de Bombinhas, Santa Catarina, e ficamos felizes em retornar a este lugar de onde guardávamos boas lembranças.

Na primeira vez que lá estivemos, em 2011, nos apaixonamos! Foi lá, inclusive, que tomei a decisão de buscar outros caminhos e abandonar uma carreira de 21 anos, acredita?!?! Loucura para muitos mas uma decisão consciente de quem desejava estar mais próxima dos filhos, ter uma vida mais leve e encontrar um trabalho com propósito!

Entendem meu carinho especial por este lugar?

Mas não é apenas isso, não. Bombinhas é incrível mesmo, tem praias lindas (Mariscal é uma delas!), gente alto astral (Argentinos e Uruguaios amam viajar pra lá), boa comida, pousadas e hotéis para todos os bolsos e um estilo de vida que agrada muito.

Vamos às fotos e dicas?!?!

A melhor descoberta desta viagem foi a Praia da Tainha - para quem tiver curiosidade de olhar o mapa de Bombinhas, verá que esta é a última praia. O acesso pode ser feito à pé por uma trilha (leva-se de 4 a 5 horas o trajeto de ida e volta) ou de carro por uma estradinha de muitas curvas e ladeiras. No meio do caminho, os aventureiros de plantão podem se arriscar na tirolesa colocada no alto do mirante de onde se tem uma vista maravilhosa das praias da região.

Passamos um dia em Florianópolis, ou para os apaixonados pela cidade, simplesmente Floripa, que está à 75km de Mariscal. Ficamos boa parte do tempo na Lagoa da Conceição aproveitando o sol lindo daquela terça-feira. Lá é possível andar de caiaque, barco e fazer stand up paddle. Depois visitamos o  "pequeno-e-charmoso" projeto Tamar e também os mirantes da Lagoa e da praia Mole.


Praia da Tainha
Vista do mirante à caminho da praia da Tainha
Aventureiros na Lagoa da Conceição, Floripa
Praia de Mariscal
Pousada Arágua novamente nos acolheu! Lá a gente se sente em casa, a localização é excelente (está a poucos metros da praia) e a estrutura... ahhh! é lindaaa! Erguida com base no conceito de sustentabilidade, faz bom uso da madeira de demolição e conta com apenas 7 acomodações que são identificadas por nomes - todos elementos da natureza. O nosso quarto, "fuego" (sim, espanhol é uma língua muito usada por lá), todo decorado com a cor vermelha, tem um atrativo para as crianças: cama no pequeno mezanino, acessível por uma escada daquelas de farmácia antiga, sabe?







Come-se muito bem em Bombinhas e os pratos são bem servidos. Até os pratos "kids" são bem caprichados! A dica é dividir um prato individual ou escolher um prato para dois que muito provavelmente atenderá uma família de dois adultos e duas crianças (funcionou pra gente).

Restaurantes que adoramos:

* Berro d´água (praia de Zimbros) - ótima opção para o almoço porque fica de frente para o mar 
* Caixa de Aço + mirante (Porto Belo) - petiscos e vista de um mar verde esmeralda
* Buraco na Proa (Mariscal) - self service de comida bem caseira 
* Casa Mia (Mariscal) - pizzas de massa crocante, ambiente simples e gostosinho
* O Alquimista Burger (Mariscal) - conceito bacana, sabores incríveis
* Casa da Dona Santa- café lindinho em Bombinhas, colorido e com uma energia do bem

Ah! Vale dizer que fizemos a viagem de carro, partindo de São Paulo, nossa cidade. Na ida, pernoitamos em Curitiba (um pouco mais da metade do caminho) e na volta, fizemos o trajeto direto, com duas paradas apenas, o que resultou em cerca de 10 horas de viagem. Bem tranquilo!

É isso o que tinha pra contar e compartilhar!

Me diga, gostou do post?
Já arrumando as malas?
Anote as dicas e mergulhe de cabeça nesta viagem!



sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Desejos para 2017

O ano de 2016 está chegando ao fim. E a esperança de um novo recomeço vai tomando conta dos nossos corações. As energias vão se renovando. É um respiro, uma pausa, momento de reflexão. Oportunidade de olhar para trás e aprender com os erros e acertos. Olhar para o futuro e, simplesmente, sonhar.

Já parou para pensar na sua lista de desejos e resoluções para 2017?
Saúde, paz e amor geralmente estão no topo da lista e, no final das contas, é a base para seguirmos adiante, seja para qual caminho for, vivendo nossa verdade.

Mas podemos ir muito além disso.
Fazer uma viagem especial, visitar aquele parente que mora distante, comprar uma casa, mudar de cidade ou de emprego, fazer um curso de especialização, trocar de carro, aprender uma nova língua ou tocar um  instrumento musical, ter mais tempo com a família, cuidar melhor da saúde, estar mais próximo da natureza, ter um filho ou um animal de estimação, redecorar a casa, criar mais projetos DIY, participar de mais encontros com as amigas, fazer um trabalho voluntário, dançar, pedalar. Quanta coisa boa, não?!?

Sim, sonhar faz parte da vida e são os sonhos que nos movem.
Eu, pelo menos, acredito muito nisso!



Por isso, hoje estou aqui para compartilhar uma ideia super legal que vou fazer pela primeira vez (e estou bastante empolgada com esta tarefa!): quadro dos desejos, ou como é chamado em inglês, "vision board", que nada mais é que um cartaz onde figuras, fotos, frases e palavras representarão os sonhos para o próximo ano.


Este ritual de transformar o que está em sua mente em algo visual e figurativo, tem o poder de reforçar nossas intenções e desejos. Se o quadro ficar em um local visível, melhor ainda! Nossos olhos diariamente alcançarão as figuras ali colocadas e serão ativadas as sensações no cérebro sobre cada desejo, mentalizando sua conquista. Uma ferramenta que nos ajudará a alavancar nossas ações rumo aos nossos sonhos.


Gostou da ideia?
Ainda temos dois dias para refletir sobre o tema, pensar com carinho sobre cada desejo, preparar nossa listinha e, por fim, juntarmos livros e revistas para encontrar figuras ou palavras que possam melhor descrever cada um deles. 


Use cartolina, um porta retrato que já tenha em casa, cortiça, um quadro de imãs. Pendure na parede, na porta do guarda-roupa, coloque no criado-mudo ou na geladeira da cozinha. Use e abuse da sua imaginação! E comece 2017 com a criatividade nas alturas!




Mãos à obra, gente!... rumo à um 2017 de muitas cores, flores e conquistas!


Nos vemos em breve!


Ah! Aproveito para agradecer, do fundo do meu coração, sua companhia em mais um ano! Bom demais saber que tem você aí do outro lado! É tanta energia boa!... Gratidão!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...